sábado, 15 de fevereiro de 2014

O Professor (Charlotte Brontë)

«O Professor» é o primeiro romance da conhecida autora Charlotte Bronte, publicado postumamente, em 1857, sob o pseudónimo de Currell Bell. Um pseudónimo usado no início da sua carreira literária e numa época em que as letras se destinavam, parecia assim, meramente ao género masculino.
Naquela época o livro foi pouco aclamado pela crítica, não sendo dos mais destacados de toda a sua obra.
Após a leitura de «O Professor» penso que, de facto, não consigo eleger este livro como um dos melhores de Charlotte Bronte. Estamos perante uma singela história de amor, sobre um jovem e promissor professor que, não só centrado na profissão e vincar-se enquanto homem honrado de valores e certezas, quer igualmente afirmar-se de alma e coração. Quer amar de alma e coração. Todas estas ambições, genuínas, traçadas numa jornada que deverá ser alcançada não só com força de espírito mas igualmente com uma honestidade sem par.
Penso que é aqui, com base nestes sentimentos, nestas emoções vincadas do personagem, horrorizado com certas características mais mesquinhas de outros ou, ainda, a hipocrisia noutros, que demarca aquela que se viria a tornar a autora do clássico da literatura «Jane Eyre».
Desta forma, se não estamos perante um grande livro, estamos pois, se assim posso dizer, perante uma excelente promessa. A atmosfera envolvente deste contexto narrativo  permite antever toda a obra que Charlotte viria a criar.
Para os leitores que apreciam a maioria das obras de Charlotte Bronte, acredito que vale a pena conhecer este «Professor».
Boas leituras.


Sem comentários: