segunda-feira, 11 de abril de 2011

O Céu é dos Violentos (Flannery O'Connor)


Grita. Grita bem alto. Continua.

Tenta. Só mais uma vez.
Continua. Corre por esse fogo que te consome, por dentro e por fora.
E grita.
Continua a gritar bem alto.
Eu estou aqui, do outro lado do fogo.
Tal como tu, Tarwater, para te salvar.

Eles correm em busca da salvação.
Cegos daquilo que só tu sabes.
Que nós sabemos.
Continua a correr, não páres. E grita.
Grita bem alto.
Até agora, só eu te consigo ouvir.

Ao som de: Paula Cole - Mississippi

Nota: Dos livros mais maravilhosamente perturbadores que já li.



Sem comentários: