terça-feira, 17 de setembro de 2013

Pela Estrada Fora (Jack Kerouac)

Um romance autobiográfico, escrito por Jack Kerouac em meras semanas, retrata uma viagem desmedida pelas estradas da América do pós-guerra.
É um livro que se lê tal como o escritor o escreveu: sem destino. A ordem pouco importa. O autor escreve de acordo com os passos dados. Para onde vamos? Pouco interessa. O que importa é chegar a algum lado. Viver de acordo com a disposição dos dias, da estrada e da velocidade que se deseja.
O fascínio por Dean Moriarty (Neal Cassady), o seu amigo de viagem, leva Sal a percorrer sem destino estradas que se encheram de histórias. Histórias que com este livro, também viajam, de mão em mão.
 
E eis uma pequena citação que retrata na perfeição a essência de Jack Kerouac, e a geração Beat:
 
"Que sentimento é esse que  temos quando vamos de carro e nos afastamos das pessoas e elas vão diminuindo de tamanho na planície até vermos as suas manchas dispersar? É o mundo demasiado grande a pesar-nos, é o adeus. Contudo, curvamo-nos avançando para a próxima louca aventura debaixo do céu." (p.170)
 
 
 
 
 
 

1 comentário:

chuva disse...

Sounds interesting to me.