A ler Carmen Laforet

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Ilustração de: Hakima Hadouti
 
Carmen Laforet foi uma conceituada escritora espanhola. Conhecida, sobretudo, pelo seu livro «Nada», a autora desenvolveu a maioria da sua obra centrada na ditadura de Franco.
O livro «A Ilha e os Demónios» tem fortes pinceladas autobiográficas, sobre a menina que vive na ilha, inundada de demónios, dos quais tenta fugir. Também Carmen Laforet, aos dois anos de idade, passa a viver em Las Palmas, o mesmo cenário desta minha última leitura.

Boas leituras,

5 comentários:

Beatriz disse...

:)
O meu exemplar espera na estante.
Recentemente olhei para ele, numa das várias voltas que dei para escolher a próxima leitura, mas decidi-me por outro. Estreei-me na leitura da camaronense Léonora Miano, muito interessante. A Antígona nunca me desilude :)

(O Mirtilo tem companhia? Não consigo ver bem na foto, mas parece-me não ser ele, nem que tenha encolhido :) )

Beijinho e boas leituras, Denise.

Denise disse...

Olá Beatriz!

Gostei deste livro da Carmen Laforet mas, na minha opinião, o «Nada» supera largamente. É uma leitura menos dinâmica, e talvez seja mesmo essa a intenção da autora, mas ainda assim. Gostei mais do seu «Nada» :)
O Mirtilo tem nova companhia lá em casa, sim. É a Arisca, uma gata bebé que é uma fofura (O Mirtilo já a lambe e protege :) )

Boas leituras! Conta-me, depois, se estás a gostar da Leónora Miano.

Beijinho

Beatriz disse...

:)

Miano escreveu um livro interessante, comovente até, sobre uma tribo da África subsariana. O clã molungo que, vive pacificamente seguindo os ritos ancestrais, dominado pelo conselho de anciãos, vai sofrer uma reviravolta com o desparecimento de vários dos seus membros. Esse desaparecimento irá mudar para sempre o seu mundo natural.

A cultura dos antepassados não os preparou para o aparecimento do inimigo invisível.
Esta é a história desses homens, mulheres e crianças indefesos. As fortes personalidades femininas, matronas, dominam esta história cruel.
História com linguagem onírica e mística. Gostei muito.

"Foram consultadas algumas mulheres: as mais velhas. As que deixaram de ver o seu sangue há longas luas. As que o clã doravante considera iguais dos homens."

(Que bom o Mirtilo ter uma irmãzinha :) Passo o dia rodeada de animais, se pudesse enchia a casa de cães e gatos :) )

Beijinho, Denise

Beatriz disse...

" A Estação das Sombras" :)

Denise disse...

Parece interessante.
Da Antígona gosto, particularmente, dos ensaios.
Vives rodeada de animais? Temos aqui uma médica veterinária?
Também gosto muito de animais, sobretudo de gatos :)

Beijinho Beatriz, obrigada pela visita.
Boas leituras!

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan