sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O Quase Fim do Mundo (Pepetela)

Ela fecharia os olhos e prolongaria aquele abraço de horas.
Beberia com ele.
Oh! E certamente lhe diria o quanto ele lhe fez ferver o coração triste.
Oh, sim!
Sem medos, seria isso sim.
Seria isso que ela faria no momento em que acordasse e desse por si sozinha no Mundo...


Dedicado a quem ama a chuva. Eu amo.

Ao som de: For The First Time (The Script)


Sobre o livro: Chamo-me Simba Ukolo, sou africano, e sobrevivi ao fim do mundo.
E se a vida animal de repente desaparecesse da Terra, excepto num pequeno recanto do mundo e em doses mínimas? Talvez as causas se conheçam depois, mas o que importa é a existência de alguns seres, aturdidos pelo desaparecimento de tantos, e procurando sobreviver. É sobre estes sobreviventes e as suas reacções, desejos, frustrações mas também pequenas/grandes vitórias que trata este romance. Detalhe importante: o recanto do mundo que escapou à hecatombe situa-se numa desgraçada zona da desgraçada África. O que permitirá questionar as relações contemporâneas no velho Mundo.




Sem comentários: