sábado, 2 de fevereiro de 2013

O Coração é um Caçador Solitário (Carson McCullers)

Todos nós falamos em objectivos de vida. Todos nós falamos nessa palavra que contém faíscas de magia. Sonho. Todos nós falamos na magia de sonhar. Todos nós falamos. Oh! Como nós falamos. Vomitamos palavras à velocidade do vento em dias de tempestade. E vivemos, assim, em dias de tempestade, com o coração num alvoroço. Um alvoroço solitário. Apelos solitários. Sonhos solitários, carregados de uma força invísivel, sem crença, apenas iludida pela força dos dias, por rasgos de esperança que desaparecem e que retornam pela certeza do sorriso de quem julgamos que nos ouve, que nos ouve com o coração. Apenas com o coração, já que a verdadeira capacidade de ouvir está perdida nas leis de um Deus desconhecido. Oh! Como nós falamos sem nos cansarmos, sem olhar, sem pensar, com e sem vontade. Cegos ao mundo. Cegos a nós. Cegos a tudo aquilo que nos rodeia. Cegos aos nossos próprios demónios.
E no meio de tantas palavras, vivemos uma solidão digna de dó. Vivemos um sonho digno de dó. Vivemos um caminho iludido. Vivemos com o coração cheio de crenças igualmente iludidas e no fim, no fim, todos os sonhos acabam exactamente onde começaram.
Ouvidos de sentido único. Olhos de sentido único. Sonhos iludidos.
Uma solidão em estado bruto.
 
Somos nós os demónios dos nossos próprios sonhos?
Um livro brilhante.
 
 
 
www.wook.pt: No Sul profundo dos Estados Unidos, em plena década da Grande Depressão, num cenário desolado, de pobreza, intolerância e isolamento, John Singer, um mudo, torna-se de súbito confidente de um grupo de personagens desenquadradas da sociedade. Todos procuram à sua maneira preencher o vazio deixado pelos sonhos perdidos - e todos, por algum motivo, acham que Singer os compreende. Mas Singer, impassível na sua mudez, não tenta alcançar nada senão a atenção de um amigo que não manifesta mais que indiferença… Uma obra expressiva e poderosa que permanece actual na sua projecção de uma realidade intrínseca à condição humana.
 
 
Ao som de: Imagine Dragons "Demons"

Sem comentários: