quarta-feira, 25 de abril de 2012

O Quarto de Jack (Emma Donoghue)

Este é um daqueles livros que, de tamanha inocência, arrebata qualquer coração. Seja ele de pedra, gigante, pequeno ou grande. Arrebata, dilacera, queima. E até gela. Tudo ao mesmo tempo, num misto de tristeza, risos comedidos por vezes, tal é a inocência que se apodera dessa fase que chamam infância.
Poderia continuar a despertar sentimentos sobre este livro e diria sempre o mesmo: arrebata qualquer coração.

Não vou dizer mais nada, a não ser: estão à espera de quê para começarem a ler?

Muito bom. Obrigatório.




Resumo da www.wook.pt: Original, poderoso e soberbo, Jack é inesquecível: a coragem e o imenso amor numa história perturbante contada pela voz da inocência.
Para Jack, de cinco anos, o quarto é o mundo todo. É onde ele e a Mamã comem, dormem, brincam e aprendem. Embora Jack não saiba, o sítio onde ele se sente completamente seguro e protegido, aquele quarto é também a prisão onde a mãe tem sido mantida contra a sua vontade. Contada na divertida e comovente voz de Jack, esta é uma história de um amor imenso que sobrevive a circunstâncias aterradoras, e da ligação umbilical que une mãe e filho.
O quarto é um lugar que nunca vai esquecer; o mundo é um sítio que nunca mais olhará da mesma maneira.

2 comentários:

Manuel Cardoso disse...

Não conhecia a escritora mas já tinha lido algo sobre a qualidade deste livro. O teu comentário convenceu-me. Já anotei para comprar e ler.

Denise disse...

Obrigada pela visita! =) É uma boa escolha!