sábado, 14 de junho de 2014

A Voz Secreta das Mulheres Afegãs (Sayd Bahodine Majrouh)





Este livro é brutal. Dá a conhecer os «landays», os desconhecidos e aparentemente gritos sem sentido das mulheres afegãs.
Este livro é o conjunto dessas vozes secretas, dessa linguagem que esconde em si a urgência de expressar os seus "discursos de amor, ódio, erotismo ou escárnio".
O poeta Sayd Bohodine Majrouh, com base no conhecimento das formas de arte e de poesia do seu país, o Afeganistão,  recolheu estes cantos e neste livro oferece-nos a beleza dos mesmos. Conseguiu enviá-los para o ocidente antes de ser assassinado no Paquistão, seu país de exílio.
 
Alguns excertos:
 
 
"O destino deu-me por esposo uma criança que eu educo
Mas quando ele for grande e forte, eu já serei velha e fraca" (p.17)
 
 
 
"Vem beijar-me sem pensar no perigo. Se te matam, que importa?
Os verdadeiros homens morrem sempre por amor a uma mulher" (p.20)
 
 
"Viver nesta terra de exílio arruína-me o coração
Queira Deus que eu volte para junto das minhas montanhas!" (p.45)
 
 
"Aperta-me com força contra ti
Já se ergue a tempestade que me levará para longe" (p.61)
 
 
"Ó Deus, então é pecado?
Criaste o jardim deste mundo e eu colhi a flor de que mais gostei" (p.61)
 
 
 
 


 
Cavalo de Ferro. Para mim, a melhor editora.




Sem comentários: