terça-feira, 14 de abril de 2015

Saudade para Amadores

O tempo está tão zangado. E indeciso.
Ora são gotas leves de chuva. Ora são pedras que caem velozes céu abaixo, invocando  raiva contida pelos dias que se passaram com sol.
O tempo está tão zangado. E indeciso.
Tudo isto porque eles se foram embora.
E nessa tristeza o tempo não sabe o que fazer. Se chove. Se desperta o sol. O vento. Ou se o quê.
 
 
Está zangado.
 
 
Denise C. Rolo
 


2 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Indecisões do tempo, gostei do texto.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Denise disse...

:)

Obrigada Francisco!

Um excelente dia