sábado, 25 de julho de 2015

A Ponte sobre o Drina (Ivo Andric)

 
 
«A Ponte Sobre o Drina» é um livro escrito por Ivo Andric, vencedor do Prémio Nobel em 1961.
Tenho apenas um desafio pessoal, literário, que gostaria de cumprir este ano: passa por ler seis livros específicos que há muito habitam na minha estante.
Um deles era esta «Ponte Sobre o Drina».
É precisamente essa ponte a personagem emblemática que dá forma a esta obra, também ela emblemática pelas várias histórias que em si mesma encerra: pelas pessoas, pelos costumes, pelas lendas, pelos anos que passam e pela eternidade serena da ponte que tudo retém e nada revela.
O início do livro, em pleno século XVI, dá-nos a conhecer o grande autor que deu ordem à construção da ponte, separado em criança da sua família cristã, tendo sido obrigado a atravessar o rio para a outra margem. Margens essas que delimitavam religiões e costumes...
Guerras. Pestes. Êxodos. Lendas.
São muitas as personagens que o autor nos dá a conhecer num contexto particularmente difícil. Histórias que pela densidade, e pela sensibilidade, se tornam inesquecíveis. Pois muitas eram as coisas que aconteciam perto, por ali, ou mesmo na ponte.
Como a jovem que jamais casaria e rezava a lenda, e a canção, de uma jovem que, pela sua beleza e sabedoria, resplandecia nas alturas do mundo como se fosse imortal.
 
Assim é este livro.
Pela sua densidade, e pela escrita que apela a uma constante curiosidade, vamos conhecendo um cenário rico de pessoas corajosas e lutadoras, num contexto cujo rio Drina e a ponte sobre este não são meros espectadores. São vivos e achados. Para onde quer que se olhe.
 
Boas leituras!

6 comentários:

Ricardo António Alves disse...

Sem dúvida, um grande romance :|

Denise disse...

Depois de tanta indecisão para o ler, ainda bem que o fiz.
Denso... mas muito bom!

Boas leituras :)

Carlos Faria disse...

Nunca li Andric e até já vi este livro em livrarias, mas pensei que era mais uma obra sobre a II Grande Guerra e por vezes este tema cansa-me, agora descubro que é muito mais do que isso.

Denise disse...

Sim, Carlos.
Entendo o "cansaço" sobre uma temática tão repetida, mas este livro é muito, muito mais. E a forma como o autor induz a curiosidade pelas personagens e a ponte como igual "personagem" é muito interessante.

Boas leituras!

Isabel disse...

Tenho este livro na estante há meses. Um dia hei-de lê-lo!
O tempo é pouco...

Boa semana:)

Denise disse...

Espero que sim Isabel :)
Merece o esforço!

Boa semana e muitos livros!