domingo, 25 de setembro de 2016

O Oceano no Fim do Caminho (Neil Gaiman)

Um livro que nos reporta à fase da infância, das memórias e da vontade de escapar dos maus momentos fugindo para os lugares secretos, e confortáveis, da mente. Aqui, esses lugares confortáveis e seguros passam, forçosamente, pela magia que a literatura nos assegura.
 
Um livro muito bonito, este de Neil Gaiman, cuja magia e fantasia estão magistralmente asseguradas.
 
Esta é a história de um menino, cujo nome nunca vamos descobrir, de 7 anos de idade, cuja vida familiar é pautada por enormes dificuldades económicas. De um dia para o outro, o seu quarto com lavatório personalizado, é invadido por pessoas que o irão alugar em troca de uma renda que ajudará a família a superar as dívidas que foram contraindo.
 
Solitário e sem amigos que se prezem, sente na literatura a companhia fiel que o ensina e protege de dias, frequentemente, maus e conturbados.
Um dia, quando o carro do seu pai desaparece, revelando o suicídio do mineiro de opalas, a vida desta criança parece estar destinada a um caos maior do que seria suposto. Tudo desmorona e o desequilíbrio é tal que nada parece fazer sentido para esta criança.
 
É nesta fase que conhecerá Lettie, a amiga que nunca sonhara ter, bem como o apoio cada vez mais presente da literatura, recorrendo aos mitos e às lendas que o ajudarão, como nenhum outro amigo, a superar as aventuras e desventuras de uma época que se avizinha tremendamente assustadora e, acima de tudo, irreal.
 
O livro de Gaiman é uma espécie de alegoria à importância desta fase maravilhosa que é a infância, as estratégias de salvação que cada um, em si mesmo, é capaz de encontrar, na forma de encarar lutos e reerguer-se à força dos dias e dessas adversidades, tão penosas mas que, ainda assim, ultrapassáveis pela persistência paralela com que se acredita. Mais que não seja, mergulhando no conforto de uma história que traga paz aos dias que têm, forçosamente, que nascer.
 
 
Recomendo.
Boas leituras.
 

4 comentários:

Su disse...

Olá, Denise,

Gostei muito da tua opinião sobre este livro. Foi bom ler a tua perspectiva sobre a história. Também adorei o livro, mexeu bastante comigo...

beijinhos, e boas leituras

Denise disse...

Olá Su :)

Obrigada.
Este livro tem sido um verdadeiro feito na vida de muitas pessoas, sobretudo, pela temática. A infância é um lugar onde todos, por motivos melhores ou piores, gostaríamos de regressar :)
É muito bom! Gostei muito.

Beijinhos e boas leituras.

Patrícia disse...

Gaiman é aquele autor que passo a vida a dizer que tenho que ler mas que depois não arranjo tempo... uma vergonha

Denise disse...

Olá Patrícia!

Foi a minha estreia, e gostei bastante. Um tema muito pertinente...
Recomendo :)

Beijinho!