As velas ardem até ao fim (Sandór Márai)

terça-feira, 7 de janeiro de 2014


Quando um livro me deixa mal disposta, paradoxalmente, é bom sinal. É sinal de que estou perante uma obra de arte. Em «As velas ardem até ao fim» estive, e estou, perante uma daquelas obras que, definitivamente, se vai perpetuar no meu tempo.
Um livro sobre a amizade, o amor, o rancor, o remorso, o silêncio, a saudade e as questões. Um conjunto de tantas coisas fazem deste pequeno livro uma soma generosa de dor para quem não entendeu os alicerces de uma amizade construída com base na desigualdade. Na desigualdades dos meios, na desigualdade do estatuto.
Há maneira de competir entre sentimentos de amizade e a desigualdade de cada um? Poderá, de facto, a amizade crescer e desenvolver-se - como esperou Henrik - num solo desigual, de crenças desiguais, de vontades em nada semelhantes?
A minha questão, ao longo de toda a leitura, foi: existe mesmo amizade aqui?
Acredito que o rancor de um amor roubado, o silêncio que nunca foi comprado, a saudade que nunca foi admitida, a descrença confirmada e o tempo, esse, que ardeu penosamente ao sabor de horas amargas,  persistiu sempre. Na procura de uma resposta que tardou a chegar.
A essência de tudo, na vida de Henrik, acabou por se resumir a uma espera de 41 anos. À espera de uma resposta já quase certa, mas a confirmação dá-lhe o toque desejado. Nesse tempo, todavia, criou em si a calma necessária para aceitar, para se conformar com o erro dos sentimentos que criou em si, sejam eles de amor ou de uma amizade tão valorizada. E afinal, tão traída na mesma medida.
Um livro afiado como uma faca. Doloroso na medida em que, em conjunto com o monólogo de Henrik, vamos descobrindo a dor de uma traição quase certa desde o início, a ingenuidade da juventude e a certeza, com a velhice, que depois das velas ardidas, na verdade, já nada vale a pena. O fogo da raiva de quem quase morreu nas mãos desse amigo, de quem amou e foi enganado, esse fogo, como o da vela, acaba. Deixa de ter sentido. Apenas uma escuridão calma.
De quem encontrou respostas e pode, enfim, deixar de esperar.
 
Muito, muito bom.
 

2 comentários:

Kel disse...

Concluindo, mais um bom livro para pôr na minha lista de livros "para ler" :)
Gostei muito da opinião.
Beijinhos

Kel disse...

Concluindo, mais um bom livro para pôr na minha lista de livros "para ler" :)
Gostei muito da opinião.
Beijinhos

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan