sábado, 11 de dezembro de 2010

O Monte dos Vendavais (Emily Brontë)

Porque não. Porque sim. Porque penso. Porque é. Porque não é.
Talvez. Sim. Não. Nim.
Confortável. Difícil. Cómodo.
Árduo. Saudade. Desejo.
Porque não. Porque sim.
Porque te amo. Mas porque não.
Porque quero, e não quero.
Dói e é bom. Mas não sei.

A esquizofrenia conquistou o amor.
Tamanha complexidade, que jamais aceitarei.

Vou correr em dias de chuva, porque sim.
Vou comer chocolate, porque sim.
Vou dançar nua na janela, porque sim.
Vou continuar os sonhos de ontem, porque sim.
Vou amar… só simplesmente porque SIM!


Um brinde à simplicidade da vida, e um tiro certeiro a quem a come ao pequeno-almoço.

Num dia pleno.

Ao som de: Nelly Furtado “Explode”

2 comentários:

Leitora disse...

Adorei este livro, quando puder vou reler.
Bjs

Denise disse...

É muito bom :)

Sem dúvida, um livro para reler...