sexta-feira, 28 de outubro de 2016

A Curva de um Vida (Vergílio Ferreira)

Tirar fotografias logo pela manhã, com pouca luz, dá nisto: este "grão" fantástico. Vamos sobreviver :)
 
















O desafio do «Ler(-te) em Português do mês de Outubro não poderia ter sido melhor. Uma pequena novela de Vergílio Ferreira, a sua primeira obra editada, que recomendo sem reservas.
Apesar da sua brevidade, esta história prima, sobretudo, pela agressividade e dureza das palavras tão bem impostas pelo autor. Existem aqueles momentos, pela força do que ali se diz, que há quem se possa arrepiar. Os sentimentos, quando distorcidos, quando tolhidos e traídos, podem resultar num desfecho pouco previsível, adornado em condutas para lá do aceitável. No entanto, na cabeça de quem as pratica, fará todo o sentido, indo de encontro à obscuridade de um coração que perdeu o norte.
 
Vergílio Ferreira em «A Curva de Uma Vida» conta-nos a história de uma violação. Mas mais do que isso, há o envolvimento de todas as partes e uma amizade outrora muito relevante, muito estimada.
 
A partir do reencontro destes dois amigos, Fernando e Amadeu, serão conhecidos os motivos para tão grande desordem emocional em Amadeu, com um Fernando, advogado recente, na obrigação ética de uma aparente defesa ao amigo.
 
A questão é: como poderá defender Amadeu, quando este violou a sua irmã de 15 anos? Poderá aqui a ética profissional, e a deontologia, figurar de alguma maneira?
 
Uma história que nos deixa absortos, e em aberto, perante uma série de questões com que a vida, tantas vezes nos brinda. Eu falo de questões relacionadas com os amores maiores que tudo, capazes de condicionar a vida inteira, apontando a mira na direção certa... ou errada.
 
Uma novela pequena, de facto. Mas grande em si mesma pela sublime mensagem que nos oferece.
 
 
Muito recomendado.
Boas leituras.


 

4 comentários:

Carlos Faria disse...

Confesso a minha falta, nunca li Vergílio Ferreira, mas comprei um já este ano que espero ler este inverno, fica-me este desafio de ler este autor.

Denise disse...

:) e que belo desafio a que se propõe!
Espero que goste.

Beijinhos e ótimas leituras.

Beatriz disse...

Denise :)
Como penso já ter escrito, ainda não li este livro.
Gosto bastante de Vergílio e, dos livros lidos, considero-os de uma tristeza deslumbrante.

Beijinhos
(Agora vou aqui acima comentar as maravilhas dos "amendoins"

Denise disse...

Beatriz! Olá! :)
Gosto muito, também, deste autor.
Há muito que queria ler o primeiro livro e foi desta, no âmbito deste meu desafio pessoal. É sempre bom voltar a Vergílio Ferreira, gostei muito.

Beijinho